Ovelhas Incandescentes

Ovelhas Incandescentes

Páginas

quarta-feira, 18 de outubro de 2017

Das coisas desnecessárias...


Sempre fui medrosa e isso me prejudicou muito.
Perdi oportunidades que poderiam ter sido incriveis (ou não, vai saber...).

Mas uma coisa é certa.
Foi o meu medo que também me protegeu de muitas coisas ruins.
E quando eu digo ruins, são ruins, mesmo!
E eu sou eternamente agradecida. 

Foi o meu medo que também me livrou de boas "quebradas de cara".
Já quebrei a cara muitas vezes e até desisti de mandar arrumar.
Em algumas vezes, nada sério, mas tem coisas que a gente não precisa repetir... e quebrar a cara é uma delas.

Incandesçam!

❤ 🌹 ✏ 📖 🎼 🎻 📚 🍫 ❤

terça-feira, 12 de setembro de 2017

A fila anda... de livros!


"Escrevo porque é algo que me completa".
Stephen King


E o livro da vez foi esse... mais um do meu querido. ❤

Em "SOBRE A ESCRITA", Stephen King fala sobre o trabalho de escrever... o trabalho, a arte, o ofício, e mais tantos outros adjetivos que não passam pela minha cabeça agora.

Pra mim, Regiane, 36, que aprendi a ler antes de entrar na escola e queria caderno e lápis antes de saber escrever... é uma necessidade. Eu tenho que!
Quando eu falo que as palavras martelam a minha cabeça, não é em nenhum sentido poético.
Eu literalmente sinto uma agonia na cabeça com palavras que ficam querendo sair.
Eu não tenho como explicar e não sei quantas pessoas poderiam me entender (mas Hemingway me entenderia), então não vou falar sobre isso.


Eu não sabia, mas esse livro foi começado antes do acidente e terminado depois, durante sua recuperação.

Eu adorei esse livro!
Como leitora, como fã e como pessoa que gosta de escrever.

Há algum tempo eu tenho ideias para uma tatuagem que simbolize minha necessidade e meu amor por escrever (e ler também, acaba ficando vinculado uma coisa com a outra).
Eu sempre achei que seria uma frase do meu querido, mas quando eu li nos agradecimentos finais de "O OCEANO NO FIM DO CAMINHO" (Neil Gaiman), a seguinte frase...

"Em Sarasota, na Flórida, Stephen King me lembrou da alegria de só escrever, todos os dias. 
As palavras salvam a nossa vida, às vezes".

... tive certeza!

Foi em "SOBRE A ESCRITA" que eu achei as frases que me explicam, além da frase do Hemingway (que eu tenho que ter em mim também, embora não saiba onde).

"A escrita não é a vida, mas acho que, algumas vezes, pode ser um caminho de volta a ela".
Stephen King


"A escrita não é para fazer dinheiro, ficar famoso, transar ou fazer amigos. 
No fim das contas, a escrita é para enriquecer a vida daqueles que leem seu trabalho, e também para enriquecer a sua vida.
A escrita serve para despertar, melhorar e superar.
Para ficar feliz, ok? Ficar feliz".
Stephen King

Essa última citação só não vai para minha pele porque acho que não tenho lugar para ela, mas ela é uma das minhas "respostas curtas", além do "porque eu preciso", quando me perguntam por que eu escrevo ou por que as pessoas escrevem.

"Para ficar feliz, ok? Ficar feliz".

Uma vez me falaram que as pessoas escrevem porque têm esperança de que algum dia alguém leia.
E eu automaticamente disse:

Não! Eu escrevo porque eu preciso.
(Se fosse assim, as pessoas não esconderiam seus diários, e teria muito mais "desabafos" na internet do que se tem hoje.)

Hemingway me entenderia
Sem mais... Incandesçam!🌹

❤ 🌹 ✏ 📖 🎼 🎻 📚 🍫 ❤

domingo, 10 de setembro de 2017

Tem que ter química!


"Só amor não basta, tem que ter tesão também.
Só tesão não basta, tem que ter química também".

#RHA🌹
#Regianices
#OvelhasIncandescentes🐑


Lembra quando eu falei que não basta ter tesão?
Então, tem que ter química também.

Tesão é quando você sente aquela "coisa" pela pessoa.
Química é quando aquela "coisa" que você sente combina com a "coisa" que a outra pessoa sente por você.


E quando combina, ótimo, você vai saber.
Quando não combina... bom, você vai saber também.
Porque você beija, beija, beija... e parece que não aconteceu nada.
O negócio entra e sai, entra e sai, entra e sai... e parece que não aconteceu nada porque, na verdade, você não sentiu nada.

É decepcionante, eu sei.
Você gostou da pessoa, até sentiu tesão, mas... na hora ali... não foi aquilo que você esperava.

Aí você não se conforma que não foi legal como deveria ser e insiste.
Mesmo com a falta de química (e isso não tem nada a ver com "gostar", você pode gostar muito e ainda assim não sentir química nenhuma com a pessoa), você insiste, insiste, insiste... e eu não sei o que é pior.
Insistir numa coisa que você já sabe que não vai ser aquilo que deveria ser ou aceitar que... desiste, não tem pegada, não tem química... não tem.

Foi das coisas mais tristes pra mim quando eu descobri que só amor não bastava, tinha que ter tesão também.
E foi ainda pior quando eu descobri que só o tesão não bastava, tinha que ter química também.

Eu também já insisti numa situação dessas... só que eu insisti por anos.
E eu também não sei o que é pior.
Insistir num desafio já perdido ou aceitar que ele já estava perdido.

Mas eu sei que é das coisas mais difíceis, aceitar que não dá certo e parar de insistir.
Porque você quer que aconteça, você quer que dê certo... mesmo sabendo que a chance de dar ruim é muito maior.
Você quer insistir até a coisa dar certo!

Acho que não tem uma escolha menos pior.
Mas tem uma frase de um livro do Stephen King (MONTADO NA BALA / RIDING THE BULLET), que eu penso de vez em quando... quando a situação (ou as situações) não está do jeito que eu quero, mas eu não tenho como mudar.


Incandesçam!

❤ 🌹 ✏ 📖 🎼 🎻 📚 🍫 ❤

quinta-feira, 7 de setembro de 2017

E eu estou com sono...


E essa geração do desinteresse?
Do "demora pra responder porque assim a outra pessoa vai ver como você é difícil e vai te valorizar"?

Jura que você acha que assim é que é legal?
Tudo bem, é um direito seu.
E eu confesso que já pensei assim também... eu era uma "aborrescente" e me achava muito esperta.
Mas aí eu cresci, minha cabeça mudou... e eu dou graças a Deus por isso.

Olha, eu não acho legal fingir desinteresse quando, na verdade, eu estou interessada.

Não acho legal fingir que não me importo quando, na verdade, eu me importo.

Acho ridículo fingir que não sinto nada quando, na verdade, eu sinto.

Qual o problema em ser de verdade?
Você gosta quando mentem pra você?
Você gosta quando fingem pra você?

Eu não gosto.

E se uma pessoa demonstra que não está interessada em mim, que não se importa ou não faz questão de me dar alguma atenção ou reciprocidade (eu disse "alguma" e "reciprocidade", não disse "atenção única e exclusiva e vamos casar"), eu não vou continuar interessada nem vou ficar dando atenção pra essa pessoa.

Se você demonstra que não se importa, por que você acha que a outra pessoa deveria?

Se você demonstra que não está nem aí, por que você acha que a outra pessoa deveria estar?

Se a pessoa demonstra que não quer nada comigo, é isso que eu vou aceitar.

E se ela demonstra uma coisa que não é porque acha legal mostrar uma coisa e ser outra, acha legal ignorar quando se quer alguma atenção (pra pessoa te dar valor, né?! Abraça!), eu é que não quero nada com ela.

Não tive saco nem com a minha adolescência, piorou com a dos outros.

Incandesçam!

❤ 🌹 ✏ 📖 🎼 🎻 📚 🍫 ❤

domingo, 3 de setembro de 2017

Precisamos falar sobre o orgasmo feminino!


Matéria do dia 30/08/17, e sabe o que descobriram? O que é melhor pra fazer a mulher alcançar o orgasmo?

Estimular o clitóris!

Jura que descobriram isso esse ano?

Há um ano eu ouvi: "Quem é que não sabe que precisa mexer no clitóris pra chegar ao orgasmo?"
E eu respondi que tem, sim, quem não saiba disso.

A matéria ainda fala que X% dos homens acredita que só a penetração é o suficiente pra mulher ter um orgasmo.

E esse é o problema.
Não! Só enfiar e tirar o pau não é o suficiente, a menos que a mulher seja a abençoada que tem um Orgasmo Vaginal, aí sim, depende só do "enfiar e tirar".

Mas a maioria das mulheres têm o Orgasmo Clitoriano, provocado pela estimulação do clitóris, e a maioria dos homens (calma, machos, eu falei "a maioria", não falei que são todos) não sabem disso.

E muitos dos que não sabem, não sabem porque não se interessam em saber do que a mulher gosta, se está bom, o que ela prefere, o que ela precisa, etc.
Pra piorar, não dão importância para as preliminares, porque eles não precisam muito disso, então, não sabem como é importante para as mulheres (para a maioria, mas não para todas, é verdade).

E pra piorar mais ainda, acham que é só ter um pau grande, tirar, colocar, repetir e pronto... Pica das galáxias!

Vou falar de novo:
NÃO ESTOU FALANDO QUE TODOS OS HOMENS SÃO ASSIM, SÃO IGUAIS, NÃO PRESTAM, SÃO INSENSÍVEIS, ETC.
NÃO ESTOU FALANDO MAL DE HOMEM.

MAS... estou falando de uma coisa que acontece e acontece com qualquer um.
E a melhor forma de resolver e melhorar é falar abertamente sobre isso.

Conversem, falem do que gostam, se interessem em saber se a outra pessoa está gostando e deem abertura pra que ela fale ou faça (ou te ajude a fazer) o que ela gosta (isso vale para os dois, porque tem que ser bom para os dois).

Sem vergonha, sem medo de ser feliz.
E se alguém estiver com vergonha de falar sobre o assunto, respira fundo e vai com vergonha, mesmo, que depois passa.

O que não pode é se contentar com uma coisa que não está boa como deveria estar.

❤ 🌹 ✏ 📖 🎼 🎻 📚 🍬 ❤

sábado, 12 de agosto de 2017

Só uma palavrinha...


Eu postei essa imagem no facebook do blog em 01/08/17, antes eu já tinha postado no instagram com outro texto.

Foi uma colocação muito boa naquele momento e acaba sendo agora também.
Acho muito válido colocar aqui, nesse lugar que é meu e que é um dos depósitos das palavras que brigam no meu cérebro até saírem escritas.

Escrevi o que deveria escrever (como sempre faço), o que queria sair pra fora do cérebro.

E não foi direcionado a ninguém específico, como muita coisa que escrevo não é.
E se for, eu realmente não sei, porque a minha "agonia cerebral" é escrever, eu só preciso colocar pra fora, o universo que se encarregue de levar pra onde e pra quem quiser.

No mesmo dia soube que me bloquearam no instagram.
Não sabia quem era e nem me importava, afinal, eu também bloqueio quem eu quiser e pronto.
Mas passou um nome pela minha cabeça e eu quis confirmar que ele não passou à toa. 
Lembra do vídeo sobre sexto sentido? Então, isso acontece e às vezes é engraçado.
E eu, que já passei pela parte chata, achei que seria bom me divertir com isso também.

Não sei desde quando estou bloqueada, mas acho engraçado que quando eu, supostamente, deveria ser bloqueada, não era.
E quando eu, supostamente, tinha motivos pra olhar o perfil, não olhava muito.
E eu digo "muito" porque é claro que eu olhei, eu "precisava de mais dados pra uma estimativa" e tinha que confirmar o que eu achava.

Mas senta aí que eu vou te contar uma coisa... Eu não olhei muito, não. 
Foram só algumas vezes, pra eu ter certeza que era aquilo mesmo, e só.

Depois de muito tempo fui olhar de novo, porque me falaram uma coisa e, bem, a curiosidade falou alto e a internet está aí pra ser usada.
E de novo, pra ver se era aquilo mesmo, e só.

Fora confirmar o que eu achava, esse perfil não me interessava nem me interessa em nada.
Se eu não olhei muitas vezes antes, quando eu era "autorizada", menos ainda seria agora.

Porque, de verdade, nunca xinguei (acredite se quiser) nem tive problemas (nenhum) com esse perfil.
O meu problema, mesmo, foi com o outro lado, o lado que me devia uma explicação.
E até isso... Já foi resolvido há algum tempo. 🙏❤️

E é por essas e outras que as palavras me martelam até escrever cada uma delas pra fora, e isso não depende de mim.

🐑Ernest Hemingway me entenderia.
E Stephen King (#AmoMuito❤️) também.

Incandesçam🌹

#RHA
#Regianices
#OvelhasIncandescentes
🐑www.ovelhasincandescentes.blogspot.com
❤ 🌹 ✏ 📖 🎼 🎻 📚 🍬 ❤

terça-feira, 18 de julho de 2017

Então... pra mim é assim!


Eu sei que muita gente acha que o fato de curtir fotos e publicações é sinal de interesse.
E eu sei que algumas pessoas que curtem as minhas publicações fazem isso por interesse.
Seja porque querem ganhar seguidores, porque querem mostrar seu trabalho, porque querem me pegar, porque querem alguma coisa, seja lá o que for.

Mas pra quem faz isso... problema de quem faz.

Se eu, Regianecurto uma publicação sua, em qualquer rede social que seja, é só porque eu gostei da publicação.
Porque eu gostei da foto, da frase, da palavra, do que foi falado, escrito, mostrado, do raio que o parta.
Mas é porque eu gostei da publicação, só isso.
Sem maiores interesses.

Incandesçam!

❤ 🌹 ✏ 📖 🎼 🎻 📚 🍬 ❤

domingo, 16 de julho de 2017

Lembrete: Não fazer de novo!


Esse é um dos momentos em que quero bater com a minha cabeça na parede.
Talvez essa publicação seja uma tentativa de não cometer esse erro novamente.
Deixar de fazer coisas que você gosta porque a outra pessoa não gosta.

Mas o que a outra pessoa tem que gostar?
Quem tem que gostar sou eu.

Aí depois você ainda ouve um "fez porque você quis".
Ok, eu entendo que fui idiota por aceitar que outras pessoas me dessem um "comando".
Mas eu também acho que o fato de uma pessoa achar que pode fazer isso (ou que tem o direito de fazer isso), faz dela uma idiota também.

Então, o "fez porque quis" também é um "fiz porque gostava de você".
E sabe... é um duplo erro.

Felizmente, isso está no meu pacote de lições aqui na Terra.
Errar.
Aprender.
Corrigir.
Está no de todo mundo, na verdade.

Mas eu só posso falar e fazer por mim mesma.
E tem dado certo até onde posso ver.

❤ 🌹 ✏ 📖 🎼 🎻 📚 🍬 ❤

domingo, 9 de julho de 2017

Eu sei... e eu sou dessas!


Eu sei como é, eu sou dessas.
Mas acho engraçado quando vejo que outras pessoas também são assim.

Porque quando é com o outro, está errado.
Mas quando é com a gente, está certo.

Você faz essa limpa e tem alguém pra falar que não faria isso ou mesmo pra pensar algo do tipo.
Ahan!

Até que a mesma situação acontece com quem falou que não faria, e o que a pessoa faz?
Faz aquilo que ela falou que não faria.
Porque ela é muito madura, muito superior, muito qualquer coisa a mais do que os reles mortais que apagam seus ex-namorados, amores, beliscos, seus ex-qualquer coisa.

Pimenta no dos outros é refresco, né?!

❤ 🌹 ✏ 📖 🎼 🎻 📚 🍬 ❤

domingo, 25 de junho de 2017

RHA - 21/04/17

Algumas coisas me incomodam.
Ok, eu sei que me incomodo fácil.
Mas também sei que não me incomodo à toa.

Não gosto de gente que fala difícil, por códigos, além da fronteira da enrolação.

Ah, não, não venha com atestado de superioridade, porque tem diferença entre quem fala difícil porque sim e quem fala difícil porque quer mostrar sua fala difícil.

Parece que a vontade da pessoa não é passar uma mensagem bonita, é falar uma bosta qualquer de forma que você, pelo menos, não tenha lá muita certeza do que entendeu, para que a pessoa se sinta inteligente e melhor.

"Ah, não é assim".

Não é sempre assim e nem com todo mundo.
Mas, certamente, você conhece alguém que seja assim, sim!
E eu sei que você concorda comigo.
RHA
(S. Paulo, 21/04/17)

❤ 🌹 ✏ 📖 🎼 🎻 📚 🍬 ❤

quarta-feira, 31 de maio de 2017

RHA - 17/04/17

O Livro Dos Dias (Legião Urbana)

Hoje em dia estão todos morrendo de pressa.
Dando "tchau" antes do "oi", transando antes do tesão e já dando um pé na bunda antes que se comece a querer qualquer coisa.
Às vezes, isso nem chega.
Nem dá tempo de dar "tchau" porque já foi.

Nem deu tempo de sentir nada, muito menos tesão, porque nem se deu ao trabalho de provocar isso.
Nem deu tempo de dar um pé na bunda porque ele já veio antes de tudo.
Aliás, ele é o que vem primeiro.

As pessoas ficam, já pensando em como vão se livrar da outra.
Por isso as coisas já acabam antes mesmo de começarem.
Vai ver é por isso que eu já falava, ainda pequena, que queria morrer logo, queria voltar para a barriga da minha mãe.
Acho que eu já sabia que o futuro dos relacionamentos humanos seria essa merda, mesmo.

E eu não falo de namoro, eu falo de qualquer relacionamento.
Pode ser a ficadinha da sexta, a trepada da vez, a amizade colorida atual, etc.
As pessoas têm medo que "a outra pessoa" se apaixone e grude, e queira namorar, e fique no pé, e essa coisa toda.

Mas elas têm medo antes de qualquer coisa acontecer.
E por isso já começam pensando em como terminar o que nem começou.
E isso é o que caga qualquer coisa.
Qualquer coisa que poderia ter sido boa, mas já começou ruim.
E por isso já começou acabado!

RHA
(S. Paulo, 17/04/17)

❤ 🌹 ✏ 📖 🎼 🎻 📚 🍬 ❤

sábado, 27 de maio de 2017

RHA - 17/04/17


Gosto das coisas bem claras.
Eu sou uma em dez a preferir assim.
A maioria prefere o encanto (e a ilusão) de palavrinhas jogadas com facilidade.
Mas o que vem fácil pode ir fácil também.
Prefiro uma coisa aberta e verdadeira do que uma superficialidade-falsa-mascarada de conto de fadas barato.

RHA
(S. Paulo, 17/04/17)

❤ 🌹 ✏ 📖 🎼 🎻 📚 🍬 ❤

quinta-feira, 11 de maio de 2017

A fila anda... de livros!

Terminando dois livros e achando legal essa caminhada de dois em dois.
Às vezes, leio mais de dois ao mesmo tempo, mas coincidentemente tenho terminado dois na mesma época.

Biblioteca de Almas


Este é o fim da "Trilogia dos Peculiares", nem sei se existe esse nome, mas é a continuação e final de "O Orfanato da Srta. Peregrine Para Crianças Peculiares" e "Cidade dos Etéreos".
Eu adorei!
É o tipo de livro... como eu costumo dizer, mesmo? 
Não lembro. 😊
Mas é o tipo de livro "mágico" e um tanto quanto infantil que eu gosto.
💗

Chocolate


Então... até gostei, mas preferi o filme. 
O final achei meio indeciso e não tão felizzz quanto eu gosto
Descobri que tem mais dois livros da "Série Chocolate".
"Os Sapatinhos Vermelhos" e "Peaches For Monsieur Le Curé" (que não achei em português).
O primeiro já vi que tem no site "Estante Virtual" (do qual sou assídua cliente) e vou querer ler (se a minha fila de leitura não me deixar esquecer), mas o segundo eu não achei em português.
Até ler o "Os Sapatinhos Vermelhos", decido o que faço para fechar a trilogia (se caço o livro em português ou se vamos no inglês, mesmo).
💗

Ainda estou lendo IT, A Coisa (Stephen "Amo" King), mas estou só nas primeiras 100 páginas (falta só mais 1000) e leio em casa (como é grande, não gosto de ficar andando com ele na mochila, para não facilitar possíveis danos ao meu livro).
Tem muitos outros que podem andar na minha mochila😊
Mas ainda não sei qual será o próximo "livro do caminho".

E a leitura de vocês? Está indo?
Ou vocês não gostam de ler?
Quem gosta levanta a mão! \o/\o/\o/

Incandesçam!
❤ 🌹 ✏ 📖 🎼 🎻 📚 🍬 ❤

quarta-feira, 3 de maio de 2017

A idade aumenta, o saco diminui!


Sinto que conforme minha idade aumenta, minha paciência diminui.
E isso não tem a ver com a minha idade mental, que é de criança (e isso também é assunto para um outro dia/texto).

As pessoas me irritam.
Falam demais, palpitam muito e se intrometem horrores.
Falam muito e se comunicam muito pouco.
Não têm argumentos para prosseguir com uma conversa e ainda assim querem dar a última palavra.

Não tenho saco para esse tipo de raciocínio limitado em cerca de arame farpado.
Vim à Terra para evoluir, não para regredir.
E quero distância dessa remessa com defeito de fabricação.

E aí, alguém aparece agora e diz:
- "Mas, Regiane, você também é chata".

E eu respondo:
- Sim, eu sei.
E eu sempre assumi isso!



Incandesçam!
❤ 🌹  📖 🎼 🎻 📚 🍬 

RHA
(S. Paulo, 19/03/17)

segunda-feira, 1 de maio de 2017

Metade de mim nasceu assim...

... e a outra metade se formou sozinha.

Mas cabe uma observação pessoal.
Minha família é, basicamente, composta por mulheres.
Digamos que a parte mais substancial e importante é feminina.
E sabe... todas são grossas!
Em parte porque são, em parte porque não tiveram outra escolha.


Tem gente que me chama de grossa.
Não sou grossa, sou verdadeira... na maioria das vezes em que me chamam de grossa.
Não gosto que se intrometam na minha vida.
Não gosto de receber palpites que não pedi.
Ninguém gosta, só que ninguém assume e acha que é falta de educação ou grosseria falar umas verdades.
Mas, acredite, todo mundo tem ou já teve vontade de virar para alguém ou alguns e falar "cuida da sua vida".
Isso não é grosseria.
Isso é um direito que você tem de não querer que se intrometam na sua vida.

Incandesçam!
❤ 🌹 ✏ 📖 🎻 📚 ❤

RHA
(S. Paulo, 19/03/17)

domingo, 30 de abril de 2017

Afinados/Desafinados


Tenho preguiça de algumas pessoas.
Não precisa ser alguém que eu não goste, pode até ser alguém que eu goste.
Posso gostar e não ter afinidade com a pessoa.
E afinidade não se escolhe, bem como personalidade.
Ou é, ou não é.
Não tem o que fazer.
Nem discuto... deixo falar.
Porque quando não se tem afinidade, não se tem reciprocidade, sabe?!
E quando você vê que a pessoa fala, mas não se comunica... deixa pra lá.
Porque afinidade não se força.

Incandesçam!
❤ 🌹 ✏ 📖 🎻 📚 

RHA
(S. Paulo, 19/03/17)

sábado, 29 de abril de 2017

RHA - 18/01/17


Reza a lenda de que "quem quer, dá um jeito", "quem está interessado, demonstra".
Eu já não sei se concordo com isso.
E "querer"... "querer" também tem nível básico, intermediário e avançado.

Hoje a coisa é muito descartável.
Não tem um, vai outro. Não tem outro, vai um.
Se gostou, ok. Se não gostou, foda-se.

Por um lado é bom, ninguém perde tempo.
Por outro, você fica sem saber se alguma coisa aí realmente vale a pena, se não é tudo descartável.

Porque você só sabe, mesmo, o que vale a pena, quando se dá ao trabalho de perder algum tempo.
Se você não se der a esse trabalho... tudo vai passar.
Nunca vai saber se alguma coisa merecia ser guardada ou não.

Porque você escolheu jogar tudo fora e tratar tudo como descartável.
E nessa, você acaba se descartando e indo pro lixo também... sem perceber.

🌹🎻

RHA
(S. Paulo, 18/01/17)

sexta-feira, 28 de abril de 2017

Vire a página e termine o livro!


Algumas coisas que já foram boas devem ser apagadas também.
Tiveram seu tempo.
E se você insiste em guardar por mais tempo, o que era bom começa a prejudicar.

A gente tem que respeitar o tempo de cada coisa.
Enquanto é, é.
Quando acaba, você tem que encerrar o caso, seguir para o próximo e não voltar nem tentar guardar nada.

Usamos a desculpa de "guardar boas lembranças", "não cuspir no prato que comeu"... isso é uma desculpa para não desapegar do que você está vendo que não consegue.
Para não deixar para trás o que você sabe que tem que deixar.

Você é mais e melhor do que você achava que era!

Às vezes, a história do "guardar as boas lembranças" é a desculpa para empacar e não seguir em frente.
Não insista no que você sabe que acabou e no que você sabe que tem que deixar para trás sem guardar nada.

O medo existe, eu sei, mas enfrente!
Você é melhor!

Vire a página, termine o livro.
E passe para o próximo.
Tem uma biblioteca inteira para você descobrir, aprender e se divertir.

Incandesçam.
RHA
 🌹🎻

quinta-feira, 27 de abril de 2017

RHA - 05/02/17 - 09/03/17


Eu sei que me irrito fácil, mas também levo algum tempo, quando me convém, para admitir que alguma coisa me irritou.

Fico feliz em ser alvo de certas admirações, mas me irrita quando a admiração me reduz a objeto.
Pode não ser a intenção, mas é o que acaba acontecendo.

O certo é ser honesto, sincero, etc.
Mas aí vão acontecendo as coisas... e você tem que ser mais um filho da puta se quiser conseguir alguma coisa.

Bacana... só que não.
E parece que é assim com tudo.

Até mesmo pra ficar com alguém que você quer, também tem que fazer alguma coisa pra conseguir isso.

Deveria ser mais simples... mas não.
É tudo um jogo de interesses.
E é também o fim da vida inteligente na Terra.

🌹🎻

RHA
(S. Paulo, 05/02/17)
(S. Paulo, 09/03/17)

domingo, 23 de abril de 2017

É hora de dar tchau!


Algumas coisas merecem ser mantidas
Outras, devem ser apagadas.

Fotos, lembranças, recordações, palavras, amizades... sim, tudo isso deve ser mantido.
Mas muito disso merece (sim, de merecer) ser apagado.
Merece!

Merece ser localizado, clicado com botão direito e clicado no "excluir", no "delete", no "vai pro meio do inferno".

Se tem uma coisa que te incomoda, te cutuca, que faz você pensar em coisas que você presenciou, ouviu, viveu aquilo e sabe que o sentimento real que você tem não é aquele sentimento bom, acredite em você.
Você sabe que aquilo é uma mentira.
E merece sair definitivamente da sua vida.

Não serve nem como lembrança.
Nem boa, nem ruim.
Então, tira de uma vez da sua vida e dê esse espaço ao novo.

Erros antigos nunca devem ser repetidos.
Mas erros "novos"... são sempre bem-vindos.

Se for gerar coisas ruins (estamos sempre sujeitos a elas), que venham por novas experiências (erros novos), e não por coisas que você já teve suas experiências, que já deu o seu bom e o seu ruim.

Tem coisas que são para ficar, mas tem coisas que não.
Tem experiências que são diárias, tem experiências que não.
Tem coisas que temos que guardar, tem coisas que não.

Não tenha medo de aprender isso.
Tem coisas que aprendemos todos os dias.
E tem coisas que aprendemos uma vez só.
E é o suficiente.

Acredite em você, no que você sabe, no que você sente.
Você sabe quando deve guardar algo e quando deve se desfazer, mesmo.

Incandesçam! 
RHA
 🌹🎻

sexta-feira, 21 de abril de 2017

Um Giro, uma Gira... adoro os dois!

Por todas as amizades que começaram, terminaram, começaram de novo e terminaram de novo.

Por todos os amores que começaram e acabaram.

Por todos os amigos que são, já foram e ainda vão ser.

Por tudo que já começou e já acabou.

Que fechou a porta atrás e abriu a porta à frente.

Vou ali dar uma volta... nas voltas que a vida dá.

Incandesçam!
🌏🌏🌏
R.H.A. 🌹🎻

quinta-feira, 20 de abril de 2017

Meu velho amigo Pennywise!

Aproveitando o dia de ontem, 19/04/17, pra dizer:

FELIZ ANIVERSÁRIO, TIM CURRY, SEU LINDO!

❤ Pennywise - Tim Curry - Senhor das Trevas ❤

Aproveito também pra falar que o "livro pré-sono" da vez é IT, A Coisa.

Ele pode te dar medo, mas sempre foi meu amigo. 🎈
Sim, do meu querido, do meu lindo, Stephen King. ♥♥♥

E vamos lembrar que o filme "It, Uma Obra-Prima do Medo" ganhou uma refilmagem.

Vai o trailer do filme de 1990 para refrescar sua memória.


Vai o trailer do filme de 2017 para você ficar felizzz!


Estreia no dia 08/09/17 e eu já estou sentada na porta do cinema com salgadinho, refrigerante e o chocolate na mochila.

Incandesçam!
🎈🎈🎈

domingo, 16 de abril de 2017

A fila anda... de livros!

E lá se foi "As Crônicas de Spiderwick" e "Joyland".
E eu amei os dois, ou melhor, os seis! 😇
Holly Black e Tony DiTerlizzi
Como eu disse antes, é o tipo de livro "fantástico-infanto-juvenil-regianístico" (ou algo assim) que eu gosto. 😊
São cinco livros e também foi feito um filme (que foi daí que eu conheci).
Para quem é criança grande que nem eu, vai gostar.
😊
Stephen King
Bom... esse aí eu já nem preciso falar... quer dizer, preciso sim, porque tem livros do meu querido (💗) que eu realmente não gostei (pra não falar que detestei).
Esse é um terrorzinho bem leve... na verdade, não tem nada de terror. 
É uma história bem tranquila que eu li em alguns dias e achei fofo.
Sabe aquelas lições que os livros relembram?
Não dá pra falar que eles te ensinam porque, na verdade, você já sabe, já aprendeu... eles só te lembram de novo porque, talvez, você tenha esquecido. 💗

Incandesçam!
💞
Obs. Uma coisa que quero fazer antes de morrer? 
Ler todos os livros que tenho. 💗 😊

sábado, 15 de abril de 2017

Somos descartáveis, sim!

Sim, as pessoas são descartáveis.
Ninguém gosta de admitir, mas é a verdade.

Eu também sou descartável.
Não gosto de pensar dessa forma.
Gosto de pensar que sou importante, que as pessoas me amam e que sem mim vão sofrer horrores.
E bem feito! Quem mandou me descartar?

Mas a verdade é essa.
Somos descartáveis, temos prazo de validade, podendo ser prorrogado ou não.

Mas não se preocupe.
Sai uma, entra duas.

Cada um tem um propósito.
Na vida, e na nossa vida também.

E da mesma forma, nós também temos um propósito na vida das pessoas.
Servimos esse propósito, saímos da vida dos outros, e só.

Continuamos com nossas vidas e mais a fila de outros propósitos que temos a servir e cumprir.

E isso é bom.
É vida que segue, que flui, que vive.
E vambora!

Incandesçam!

R.H.A. 🌹🎻


sexta-feira, 14 de abril de 2017

Antes que me matassem...


Matei velhas lembranças... antes que elas me matassem.
Não me mataram, mas me machucaram pra valer.
E isso foi um grande erro... para elas... que agora não existem mais.

❆❅❄

Incandesçam!

R.H.A. 🌹🎻

sábado, 8 de abril de 2017

Desculpe... mas você se fodeu!

"Sou eu mesmo e serei eu mesmo, então, e não há nada de errado comigo, não". 
(Comédia Romântica - Legião Urbana)


Desculpe, mas você se fodeu.
Eu não lamento por você, lamento por mim, que pensei que você fosse... diferente? 
Não.
Normal?
Não.

Eu não sei bem o que pensei, só sei que pensei.
E pensei por muito tempo.

E me fodi.
E você também.
Mas você... mais do que eu.

Eu serei sempre essa pessoa aqui que eu sou.
Mas você... bom, desculpe, você se fodeu.
Porque você nunca mais será aquela "única" pessoa.
Você nem sabe quem você vai ser.

Quem não tem opinião sobre as coisas pode ser qualquer coisa.
Inclusive não ser nada.

sexta-feira, 7 de abril de 2017

A fila anda... de livros!


Fila de livros andando... gostei dos dois! ❤️📚 

"A Pedra da Visão" faz parte da coleção "As Crônicas de Spiderwick".
Obs. É bem infanto-juvenil e eu amo, dá licença. 

"O Amor nos Tempos do Cólera" é mais uma obra incrível do Gabriel Garcia Márquez, que achei um pouco cansativo, sim, mas não menos incrível. 
Ele tem uma narrativa linda, característica do autor, e que deve ter sido muito bem captada na tradução.

Incandesçam!
❤️📚 

quinta-feira, 30 de março de 2017

Vão à Merda!


Começa na infância como piadinhas de merda.
Continua na aborrescência como piadinhas de merda.
Pensei que acabaria... mas não.
Se estende até sua vida adulta, como se você não tivesse mais o que fazer da sua vida.
Como se o tempo não tivesse passado e você ainda estivesse na sua infância e aborrescência de merda, ouvindo piadinhas de merda.

Se você não puxa conversa e fica na sua, é estranha.
Se você interage e conversa, pronto, está interessada.

Com o passar dos anos, a maturidade, a internet e as redes sociais... não mudou nada!
Se você curte, está interessada.
Se você adiciona, então, fodeu.
Se você fala alguma coisa... AFF!

É muito chato viver num mundo em que, se você gosta, tem que fingir que não gosta.
Se você quer falar alguma coisa, tem que ficar quieta, senão vão achar que você quer alguma coisa.

Vão à merda!

terça-feira, 28 de março de 2017

Lembrar...

Sabe aquelas coisas bem simples de se fazer, que você sabe que tem que fazer, mas esquece?
Coloca um lembrete!
Coloca vários!
Coloca quantos você precisar!
Mas lembre-se!
E faça!
É fácil!
E você vai se sentir melhor!
Incandesça!

💗




domingo, 26 de março de 2017

Regianices...


Alguém te falou sobre isso?
Mas é assim no Jogo Da Vida! 🎲 
Às vezes, a gente volta uma casinha para avançar duas na próxima jogada. 
☯☯
Incandesçam!

sábado, 25 de março de 2017

Regianices...


Acho que devo ter mais um bilhetinho sobre isso.
Mas é isso... você percebe que a pessoa tem alguma coisa mal resolvida... cai fora.
Não vai dar em nada.
E se der... não vai ser legal.
Só vai ficar resolvido com a outra pessoa.
Não com você.

sexta-feira, 24 de março de 2017

Prefiro ficar no vácuo!


Se te colocam no vácuo mais de uma vez, pensa, é melhor você ficar por lá, mesmo.

A pessoa para de falar (também conhecido como "deixar no vácuo"), some e depois volta como se nada tivesse acontecido.
Você pensa: "Tudo bem, aconteceu alguma coisa, teve que sair".

Aí acontece de novo e de novo.
E aí? Você faz o quê?
Eu? 
Eu pego um livro, um chocolate e uma coca gelada sem gás e fico por lá, mesmo.
No vácuo onde eu fui colocada.

Prefiro ficar no vácuo onde me colocaram a perder tempo com quem me colocou lá e pode me colocar de novo.
Incandesçam!

quinta-feira, 23 de março de 2017

A fila anda... de livros!


Olá, queridos ou não!
Oi pra você que me conhece, um beijo pra você que não, e vamos falar dos meus "bons livro".

Finalmente terminei "A Maldição do Cigano", do meu amado "Vocês-Sabem-Quem". =)
Gostei, sim.
Ele deixou um ar de "eu acho que fulano fez isso". 
Diferente do filme que (eu também gostei) você deduz que, realmente, o fulano fez aquilo.

Eu ainda não decidi qual o "formato" que quero fazer nas postagens sobre livros.
Antes eu tinha um certo "formato", que pode ser visto nas postagens anteriores e o título era sempre algo como "Eu li tal livro". 
Ou "Eu li e assisti o livro/filme X".
Mas agora eu não sei se vou continuar assim ou sei lá como, quero uma coisa mais informal, até porque a minha ideia desde quando abri meu primeiro blog (há um milhão de anos atrás e acho que era do IG) era essa coisa informal, mesmo, uma extensão dos meus diários (será que essa é a palavra certa?).

Bom, a verdade sobre o livro aqui é que um advogado safado atropelou uma mulher e caiu fora, sem prestar socorro.
Pra melhorar, os "amigos" dele mexeram seus pauzinhos para que ele fosse absolvido de qualquer acusação (por isso eu chamei de "safado").
O pai da mulher atropelada (que era cigana, bem como toda a sua família) joga uma maldição em cada pessoa envolvida no caso (na "safadeza" do caso).
E aí segue a história.

Tem o filme também, que de vez em quando passa na Record, e eu gostei bastante dos dois, livro e filme.
E é isso, queridões ou não.
Já leram esse livro? Viram esse filme? Gostaram? Diz aí!

E vamos para o próximo da fila. =)
Incandesçam!

domingo, 19 de março de 2017

A gente acha... acha...

Eu já falei isso antes... repito.
Quando a gente gosta, acha que a pessoa vai mudar, acha que "a gente" vai mudar a pessoa.
E essa é uma das grandes cagadas da vida.
A gente insiste, a gente quer acreditar, mas... isso não vai acontecer.

Incandesçam!

sábado, 11 de março de 2017

Ainda que...

E no fim, eu sou grata pelo bem que recebo.
Ainda que gente filha da puta esteja por perto, o bem que me cerca é maior.
Ainda que o meu tapete deslize, eu permaneço com os dois pés no chão.
Ainda que o mal ronde, o bem me cerca e se expande.
E no fim... eu agradeço a colheita do que plantei.
Eu agradeço.



Incandesçam!

quinta-feira, 9 de março de 2017

Regianices...


Quem pode falar de alguém?
Quem pode julgar o certo e o errado?
Quem é o certo pra namorar ou não?
Você?
Quem falou?
Quem falou que você é legal?
Com esse pensamento de merda?
Você não é melhor que ninguém.
Você é só mais um no universo.
Namore com quem você quiser, se essa pessoa te quiser, e pronto.

Incandesçam!