Ovelhas Incandescentes

Ovelhas Incandescentes

Páginas

quarta-feira, 14 de fevereiro de 2018

A fila anda... de livros!

"Os leitores têm uma lealdade sem paralelo em qualquer outra arte criativa, o que explica porque tantos escritores que ficaram sem gasolina ainda continuem a rodar em ponto morto, impelidos para as listas de best-sellers pelas palavras mágicas AUTOR DE nas capas de seus livros".
(Saco de Ossos - p.30 - Stephen King)

Começa com o livro do meu querido Stephen King, Saco de Ossos, que finalmente terminei.
Estava intercalando ele com os livros da TAG LIVROS, que falei aqui.


Gostei bastante desse livro e lembrando da série, que já tinha visto há algum tempo, gostei também.


Agora eu sigo com um livro da TAG (O Alforje, Bahiyyih Nakhjavani) e Coração de Tinta (Cornelia Funke), um da minha "Fila de Sempre", enquanto espero o livro da Bem-Te-Li... opa, eu já falei da Bem-Te-Li
Então, falarei depois (mas vai aí o link pra vocês darem uma sapeada =)

Fora isso, como vão? 
Estão lendo? O quê?
Eu ainda tenho uma vasta "Fila de Sempre" e ainda arrumei mais dois livros mensais... mas estou muito felizzz com isso.

"Comparado ao mais monótono ser humano andando pela face da Terra e deitando nela sua sombra", teria supostamente dito Hardy, "o personagem mais brilhantemente desenhado num romance é apenas um saco de ossos".
(Saco de Ossos - p.34 - Stephen King)

Incandesçam!
❤ 🌹 ✏ 📖 🎼 🎻 📚 🍫 ❤

sexta-feira, 9 de fevereiro de 2018

RHA - 05/05/17

 

Não me encanto mais com sorrisos bonitos.
Porque agora, toda vez que vejo um sorriso bonito lembro que é uma pessoa por trás dele.
E as pessoas... bom, as pessoas são "pessoas".

RHA
(S. Paulo, 05/05/17)

Incandesçam!
❤ 🌹 ✏ 📖 🎼 🎻 📚 🍫 ❤

quinta-feira, 8 de fevereiro de 2018

RHA - 01/05/17


Ninguém conhece ninguém.
Mas do alto da arrogância, o ego acha que conhece alguma coisa.
Tem certeza do que acha e acha errado.

RHA
(S. Paulo, 01/05/17)

Que tal acordar?
Pare de se enganar com a ideia de que você conhece fulano, porque... não. 
Você não conhece ninguém.
Eu não conheço ninguém.
Nós não conhecemos ninguém.

Nós só conhecemos a parte que o outro mostra.
Quando ele mostra e se ele mostra.
E é assim que nós também somos.
Temos problemas em mostrar demais, em mostrar a verdade, em mostrar.

Mas eu continuo tentando.
Incandesçam!
❤ 🌹 ✏ 📖 🎼 🎻 📚 🍫 ❤

quinta-feira, 1 de fevereiro de 2018

Nada como um pé na bunda...


Eu pensei que nunca mais ia ser feliz de novo, mas eu também sabia que era uma coisa temporária.
Mesmo que o "temporário" durasse tanto.
Isso eu não tinha como saber.

A velha história de tanta gente... o bom e velho "pé na bunda".
Não foi o primeiro, claro que não.

Não será o último também e eu nem vou alimentar essa esperança (um pé na bunda também pode acontecer de forma indireta ou discreta, ou muito vaga, chame como quiser, o último que tomei foi bem dessa forma).

Mas, sabe... esse raio desse pé na bunda também ensina muito.
Cada um ensina uma coisa, cada jeito de levar um pé na bunda também te ensina.
Nada como um desse pra fazer a gente crescer um pouco mais e aprender a lidar com as situações e com as pessoas.


Incandesçam!
❤ 🌹 ✏ 📖 🎼 🎻 📚 🍫 ❤