Ovelhas Incandescentes

Ovelhas Incandescentes

Páginas

domingo, 26 de abril de 2015

Sempre em frente... e enfrente!

Pela lógica, devemos seguir a razão.
A razão de fazer a coisa certa, de agir da forma correta.
Estudar, trabalhar, ganhar dinheiro, pagar nossas contas.

Ser honesto, ser razoável, ser feliz... mas isso sempre fica por último.
Deixamos de fazer as coisas por medo de que dê errado.
Por medo de perder o emprego, de não ter dinheiro para pagar as contas.
Por medo de parecer qualquer coisa contra, qualquer coisa errada... para os outros.

Às vezes, a vida exige coragem.
Coragem de agir de forma lógica.
Coragem de agir por impulso e precipitadamente.
Coragem de ser corajoso (frase engraçada, porém, verdadeira), coragem de ser insano.

Queremos mudar uma coisa, mas esperamos a hora certa de tomar uma decisão.
Ou não tomamos decisão nenhuma porque o medo bate na nossa vontade de mudar as coisas.
E se der errado? E se eu não tiver?

Às vezes, temos que ser insanos, ilógicos, irresponsáveis.
Temos que tomar uma decisão com medo ou sem ele.

Às vezes, é de uma decisão precipitada e impulsiva que precisamos.
Arriscar, rezar, fechar os olhos e pular.
Bater a porta de trás e correr para a porta da frente.
Enfrente!
E sempre em frente!

quinta-feira, 16 de abril de 2015

Coisa de "véia", não. Coisa de "veias"!

Vasinhos são aquelas miniveias roxas que deixam a perna feia. Era isso que eu sabia. 

Sabia também que dava para tirar, que podem voltar, aí você vai lá e tira de novo, e só. 
Era isso que eu sabia. 

Mas como nem tudo é do jeito que a gente acha, parei de achar algumas coisas e passei a achar outras novas depois da visita ao Angiologista e da microcirurgia de microvarizes.

Esta não é nenhuma aula sobre arte vascular, são só coisas que eu aprendi. 
Não é coisa de mulher nem é coisa da idade. 

As mulheres têm uma propensão maior a desenvolver varizes, mas elas aparecem em homens também.

A chance de desenvolver varizes aumenta com a idade, mas não significa que gente mais nova não possa ter, acontece com gente nova também.

Coisas que o médico falou que podem ajudar a evitar é não tomar anticoncepcional e fazer atividades físicas, mas ele também falou que: "É genético, se você tiver que ter, você vai ter".

Nunca senti dor, só descobri que eram microvarizes porque o médico falou.

Para mim, eram só ‪‎vasinhos‬.

Antes de comprarem pacotes de secagem de vasinhos em sites de compra coletiva, consultem um ‪angiologista‬ para ver qual é o caso de vocês.

Um vasinho é alimentado por uma veia, que pode estar doentinha, então, cuidar só do vasinho não resolve se a veia doentinha não for tratada.

Se eu tirasse só os vasinhos, por conta das microvarizes, os vasinhos voltariam.

Pacotes de secagem de vasinhos vão tratar só os vasinhos, não vão cuidar das veias que alimentam esses vasinhos.

Fui no angiologista por conta de uma bactéria vagabunda chamada ‎erisipela‬, que peguei em janeiro.
Depois que o problema passou (com antibiótico, pernas para cima, raiva, reflexão e sem poder ir a uma festa maravilhosa), fui orientada a procurar o médico (para saber se ficou alguma coisa, se corria o risco de voltar, Deus me livre aquele negócio de novo).
Aproveitando que já estava lá, também queria dar adeus aos vasinhos (que sempre me incomodaram desde os 11 anos).

Fiz o ultrassom que o médico pediu, sem resquícios da erisipela, mas o que eu tinha eram microvarizes, que não doíam, mas como disse o Dr. Fernando: "Não doem ainda".

Achei melhor já resolver isso, fazer o que tinha que fazer e começar a me despedir dos vasinhos o quanto antes.

A cirurgia foi tranquila, saí do hospital no mesmo dia e estou seguindo as recomendações médicas numa boa.

Sobre as ‪varizes‬, acho que já foi tudo resolvido.

Sobre os vasinhos, ainda tem vasinhos para tirar (pensa numa árvore bastante ramificada, esta sou eu), mas o processo vai gradualmente.

Novamente, antes de qualquer secagem de vasinhos em grande escala, consultem o angiologista.

O médico que eu consulto e fez a minha cirurgia é o Dr. Fernando Soares Moreira, diretor da Clínica ‪‎Steticlin‬ Serviços Médicos, e ele sabe o que faz.
Pronta para a festa do Penadinho.
Não rolou uma foto do antes e depois, mas conforme as visitas ao médico forem acontecendo, eu tento documentar. 

Incandesçam!

sábado, 11 de abril de 2015

Entre as coisas que fazem bem...

Aqueles textos de... "tantos sinais que eles dão quando não sei o quê".
Ou... "tantos sinais que elas dão quando não sei o quê lá".

Nunca encontrei um único sinal que combinasse em alguma coisa comigo ou com alguém que eu tivesse falado sobre isso.

Eu sempre achei que um casal deveria ter coisas em comum.
Eu já passei por um relacionamento em que não tínhamos nada em comum.
É claro que ele já acabou há muito tempo.
Mas eu também já passei por um relacionamento em que tínhamos coisas em comum... ou eu achava que tínhamos... vai saber o que era mentira, o que era verdade.

Eu também já achei que primeiro a gente ficava amigo e depois poderia acontecer alguma coisa... se fosse o caso de acontecer alguma coisa a mais.
Mas, amigo... não, isso não aconteceu.
Foi meio que o contrário.
Primeiro veio o algo a mais, depois veio a parte do amigo.

E as coisas em comum... quem achar primeiro, grita.
Por enquanto... ficamos com as coisas que fazem bem.