Ovelhas Incandescentes

Ovelhas Incandescentes

Páginas

quarta-feira, 18 de fevereiro de 2015

Das coisas que eu faço ou não me importo!

Eu não sou de mentira, eu sou de verdade.
Eu acordo com o rosto inchado, precisando escovar os dentes e, se eu estiver de franja, com a franja parecendo um moicano ao contrário.
Mas só se eu estiver de franja, caso contrário, acordo já de cabelo bom. =)

Eu aperto a bisnaga de pasta de dente pelo meio.
Fecho a minha mão inteira no tubo e aperto.
Alguém morreu? Alguém se machucou?
Não temos mais pasta Kolinos com tubo de alumínio, ninguém precisa mais apertar meticulosamente pelas pontas até chegar no bico.

Eu como o doce antes do salgado (ou pelo menos um pedaço do doce antes).
E eu não sei qual o problema, eu não conheço nenhuma lei ou regra que diz que o certo é comer o salgado antes.

Eu não me importo com a ordem dos sapatos no chão. Automaticamente eu desviro o sapato, mas não me importa se estão um para lá, um para cá, um para dentro, um para fora.
E ninguém vai morrer por isso também.

Não tem problema se ninguém lavou a louça hoje e está na hora de dormir. Amanhã a gente decide isso. Só não pode acumular a semana inteira.
E se eu estiver com sono, PELAMORDIDEUS, me deixe dormir.
A casa pode estar daquele jeito pós-festa, não importa, vamos dormir e amanhã a gente arruma.

Eu não sei se te falaram, mas as mulheres têm pelos. E eles têm que crescer primeiro para depois tirar.
Não venha encher o meu saco porque a minha perna está cabeluda, isso pode ser por 3 motivos:
1 - Ainda não dá para tirar, não cresceu o suficiente para conseguir puxar.
2 - Não deu tempo. Eu também tenho meus afazeres e não tinha hora compatível na depiladora ou não consegui fazer eu mesma com meu aparelhinho.
3 - Não tive saco. Porque é um puta saco fazer depilação e eu não estava a fim, mesmo! Tenho esse direito!

O último que levantar arruma a cama. Ok, mas também, se não deu para arrumar a cama, tudo bem.
É que eu não gosto da caminha limpinha e cheirosinha que eu durmo passar o dia tomando pó, então, só joga a colcha por cima, e está tudo certo.

Vai sair com ozamigo para conversar e tomar uma breja, tudo bem, manda um beijo para todos e comporte-se.

O que é isso na geladeira? O que tem para comer?
Ah não, peraí, aí não. Você está na sua casa e a geladeira também é sua, então, abra a geladeira, arregace as mangas e veja (ou faça) você mesmo o que tem para comer.

Aqui em casa tem pelos de gato para todos os lados e isso me incomoda um pouco quando é na cozinha ou na comida, mas é só tirar ou tentar tirar. Ninguém vai morrer por isso também.
Nas roupas? Não são pelos de gato, são... pequenos acessórios que se autoencaixam nas minhas roupas porque sabem que são bem-vindos.
Mais vale pelos de gato nas roupas do que os próprios gatos por aí, sem casa, comida ou caixa de areia lavada.

Minha roupa está amassada. É... acontece.
Eu não passo roupas, só as que realmente precisam.
Um amassado ou marca de dobrado em uma roupa não quer dizer nada.
Logo ele sai ou logo vem mais amassados, então, porque eu vou passar uma roupa que vai amassar naturalmente quando eu vestir?
Blusinha e calça jeans? Poupe-me! Dá uma alisada, dobra e guarda, e pronto!

Desculpe, eu não uso salto. Acho bonito, mas não gosto.
E não vou passar a usar porque alguém acha que mulher TEM que usar.
Maquiagem também não, eu uso batom, batom eu gosto, mas o resto, nem me pergunta que eu não sei para que serve.
Ah não, eu sou mulher, sim, mas não tenho obrigação de saber, muito menos de usar.

E por hoje é só, mas eu sinto que voltarei com uma nova postagem sobre isso.
Incandesçam!
=)
Ops, claro, eu amo o Snoopy, amo uma papelaria, fico felizzz com canetas, cadernos, borrachas, carimbos e adesivos, gosto de ver desenhos no café da manhã e gosto de filmes infantis voltados para o lado meio mágico, sabe?
E não é porque eu tenho 34 anos que eu sou obrigada a tirar isso da minha lista de coisas que eu gosto.
Como disse o Paulo do Monsterbox (há muito tempo no twitter):

"Se tem uma coisa que eu não sou, é obrigada!"