Ovelhas Incandescentes

Ovelhas Incandescentes

Páginas

domingo, 5 de julho de 2015

Eu li "Doutor Sono"

Doutor Sono (Doctor Sleep)
Stephen King
Editora Suma de Letras

Quem leu o livro "O Iluminado" ou viu o filme (também serve nesse caso) lembra que a caldeira do hotel explodiu e o Overlook Hotel foi destruído em um incêndio, que matou Jack Torrance, o zelador do hotel naquele inverno... e que eu não sei por que cargas d'água o livro começa falando John, depois fala Jack e mais para o final fala o nome completo como John Edward Torrance.
Bom, é Jack!

Daniel Torrance sobreviveu, continuou morando com sua mãe, manteve contato com Dick Hallorann (o chef de cozinha do Overlook, que ensinou a Daniel o que era a iluminação) e aprendeu a se livrar dos fantasmas que continuavam a lhe visitar.
Muito tempo se passou, Daniel perdeu contato com Dick, sua mãe morreu, e ele se rendeu ao problema que assombrava seu pai, bem como ele e sua mãe: a bebida!

Daniel vivia de cidade em cidade, de emprego em emprego, de bar em bar, e nada durava muito graças ao seu problema com álcool.
Em mais uma dessas mudanças, Daniel arruma emprego no parque de diversões de uma cidade pequena e faz amizade com o então ajudante geral, Billy Freeman.

Aconselhado por Billy (que mesmo não sabendo, tem um pouco de iluminação), Daniel procura ajuda para tratar de seu problema e acaba ingressando no "Alcoólicos Anônimos", onde conhece o Dr. John Dalton, médico pediatra de Abra Stone, uma garotinha que antes do primeiro ano de vida já dominava a poderosa iluminação com a qual nasceu.

Daniel e Abra não se conhecem pessoalmente, apenas por telepatia e uma telepatia meio que por acaso, já que Daniel, sem querer, captava  pensamentos de Abra.
Essas "captações acidentais" levaram os dois a se comunicarem por meio de um quadro de recados que Daniel tinha em seu quarto no Hellen Rivington House, o asilo da cidade.

O trabalho no parque de diversões durou pouco tempo, mas não por irresponsabilidade de Daniel, ao contrário, graças à confiança que conquistou de seu chefe no parque, Casey Kingsley (que também foi o responsável por Daniel ter finalmente se livrado do álcool), conseguiu um emprego no asilo Hellen Rivington House, onde recebeu o carinhoso apelido de Dr. Sono.

Dr. Sono não era um médico, mas era tão respeitado quanto um.
Seu apelido surgiu devido à "ajuda" que dava aos pacientes quando estavam prestes a "dormir para sempre".
Mas Daniel não trabalhava sozinho, ele tinha a ajuda de Azzie, um gato que morava no asilo e sabia exatamente quando era hora de chamar o Dr. Sono.

Passaram-se alguns anos sem que Daniel e Abra tivessem trocado uma única palavra, mas em um dia qualquer, Abra voltara a escrever no quadro e desta vez não eram conversas sem importância, ela precisava da ajuda de Daniel para resolver um assassinato.

Anos depois da última vez que escrevera no quadro do quarto de Daniel, passando os olhos sobre a página de crianças desaparecidas do jornal da cidade, Abra reconheceu um menino assassinado há anos atrás, diante de seus olhos, ou melhor, diante de seu dom de iluminação.
Na época, Abra tinha se comunicado com Daniel, mas não tinha informações suficientes para passar nem Daniel tinha informações suficientes para ajudar.

Com o passar dos anos esqueceu desse pesadelo, pois foi assim que acabou ficando registrado em sua mente, mas agora a situação era diferente.
Ela sabia exatamente quem era o garoto assassinado e quem eram seus assassinos.
E sabia também que esses mesmos assassinos viriam atrás dela.

Minha opinião!
Putaquepariu Eu adorei esse livro! Adorei!
Não é porque eu sou fã confessa, assumida e nascida do Stephen King, mas eu adorei esse livro.

Com começo, meio, fim, com tudo.
Uma história com vários pedaços da vida de cada pessoa e que se entrelaçam até o fim com uma pequena descoberta bem bacana, nada de mais, mas também ninguém esperava por isso.
Bom, eu nem tinha pensado nisso.

A única coisa que não gostei foi a bagunça dos nomes do pai do Daniel, até eu me baguncei com isso, mas tudo bem.

Está lá guardadinho com carinho na minha estante... embora todos os livros do Stephen King (que eu tenha gostado ou não) estejam assim. =)
Incandesçam!

Nenhum comentário:

Postar um comentário