Ovelhas Incandescentes

Ovelhas Incandescentes

Páginas

terça-feira, 2 de junho de 2015

A difícil arte de ser mulher (conversa #dazamiga)

Já parou para pensar que é muito mais fácil uma mulher aceitar um homem gordinho do que o contrário?

Eu sei que a beleza é relativa e gosto não se discute.

Eu conheço homens que gostam de mulheres gordinhas (e quando eu falei isso para um cara que conheci, ele achou impossível e duvidou).
Da mesma forma, conheci mulheres que falam que gostam mesmo é dos gordinhos, dos 100 kg para cima (e tudo bem, porque isso é normal).

Vira e mexe vemos postagens no facebook defendendo o direito de ser quem se é, a genética que se tem, o estou satisfeita como sou.

Mas, sabe, isso não é fácil.
Ser mulher não é fácil.

Ser mulher é difícil.
Estar no corpo de mulher é difícil.
Aguentar as cobranças que a mulher recebe é difícil.
E querer ou se contentar com ser mulher é ainda mais difícil.

É mais fácil uma mulher aceitar um homem gordinho do que um homem aceitar uma mulher gordinha.
É mais fácil uma mulher aceitar um homem careca do que um homem aceitar uma mulher careca.

Já cansei de ouvir coisas do tipo "mulher tem que se cuidar", "mulher tem que dar um trato", mulher tem que isso e aquilo.
E homem? Não tem que fazer nada disso?

E ainda existe uma grande desvantagem para a mulher.
  • Homens emagrecem com mais facilidade do que mulher.
  • Homens não têm a facilidade ou a tendência a terem celulite.
  • Homens não são cobrados por suas qualidades domésticas.
  • Homens não são cobrados em cuidar da casa, dos filhos e do marido.
  • Homens não são tão cobrados em sua depilação quanto as mulheres.
  • Se o homem estiver com pelos curtos, ok.
  • Se a mulher estiver com pelos curtos, ah, já não pode ser vista assim.
  • Homens têm pelos no rosto e isso é normal.
  • Mulheres têm pelos no rosto e, ah, não, que coisa horrível.
Olha, as mulheres sabem que o (teoricamente) mais bonito é estar com a depilação em dia, mas elas também sabem que o pelo tem que crescer para que se possa tirar.
Não dá para desintegrar o pelo antes dele nascer e crescer.

Tudo favorece o homem.
Nada favorece a mulher.

E não se iluda com a capa da revista ou a propaganda na TV.
Pessoas são pessoas, e não manequins de loja.
Ninguém é melhor que ninguém e todo mundo vomita, passa mal, tem uma dor de barriga e tem que sair correndo para o banheiro.

Antes de pensar em fazer qualquer crítica sobre a beleza ou a falta de, a vaidade ou a falta de, da mulher, seja ela quem for, se olha no espelho e responda com sinceridade:

Você acha, mesmo, que seria tão fácil para você se você fosse mulher?

Eu já ouvi homens falando que se fossem mulher iriam usar isso, fazer aquilo, etc.
Mas isso é uma ilusão barata (e uma burrice e ignorância, mesmo) de quem não tem noção do que é estar do lado de cá da maçã.

É muito fácil querer que a mulher durma e acorde todos os dias como a Barbie, quando não se tem nem ideia (embora venham dos homens) das cobranças e críticas que a mulher sofre.

Minha opinião pessoal, particular, de direito e muito minha?
Eu cansei!

Eu sei que é normal você fazer coisas para agradar a pessoa que você gosta e, convenhamos, isso é muito mais comum com as mulheres do que com os homens.

Eu sei também que eu tenho que ceder em algumas coisas e tenho que aprender a ser mais flexível em outras.

Mas nessa questão estética, parei!

Já ouvi críticas e ironias sobre minhas roupas pretas, meu batom vermelho, minhas botas, meu manequim que está longe de ser o da loja, minha barriga que nunca foi chapada, meus vasinhos que pertencem à minha genética, minha idade, e... chega!

A imagem é minha, o corpo é meu, o corte de cabelo é meu, a bota é minha, a roupa preta é minha, o batom vermelho é meu, o piercing diagonal é meu, a tatuagem é minha e eu, principalmente, sou minha!

Quem tem que "me" gostar sou eu.
A outra pessoa tem que, antes de gostar ou não, me respeitar como eu sou e como eu gosto de ser.
E, claro, da mesma forma, eu também devo isso a ela.

É um fardo muito pesado querer que alguém que você gosta, goste de você também.
É um fardo muito pesado ver que aquela pessoa que você olha tão encantada, não te olha da mesma forma.
É um fardo muito pesado querer a atenção de alguém e ter que mudar para conseguir isso.
Principalmente quando se faz isso porque a outra pessoa quer.

E é uma injustiça muito grande ter que mudar quem você é, seja na imagem ou no jeito de ser, por causa de outra pessoa.

Eu não estou mais disposta a isso, e isso não deve ser confundido com ceder mais ou ser mais flexível.

No fator espelho, a imagem só deve agradar a mim.

Eu posso abrir alguma exceção ou mudar de ideia em alguma coisa?
Claro! A gente muda, nossos caminhos mudam, nossas opiniões mudam (também não confundir com falta de personalidade).

Mas, de verdade, quem tem que estar feliz com o meu espelho sou eu mesma.
E se a minha imagem não agradar qualquer outra pessoa, que ela vá procurar uma a seu contento.

Eu estou muito feliz assim (e que cada um também esteja feliz com seu espelho) e não tenho que mudar nada em mim porque uma pessoa (que não vive a minha vida, não sabe o que é ser eu) não gostou.

Cada um que mude o que lhe convém e o que é seu, porque eu sou minha e não tenho que mudar nada por ninguém.

Eu cansei, não quero mais isso para mim e também não quero ninguém que queira isso.

Incandesçam sempre!

3 comentários:

  1. Seus textos são ótimos. Existem muitas cobranças e são poucas que conseguem se desvencilhar e se aceitar como são, a maioria entra nesse jogo. O primeiro passo é se aceitar, se amar, ai você passar a não dar valor ao julgamento do outro.
    quadrofeminino.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Já deixei de fazer muita coisa por causa de namorado. Infelizmente a gente demora a perceber q o primeiro lugar tem q ser sempre nosso. Bjs

      Excluir
  2. Essa estranha mania de ser aceito, de mudar nossos hábitos e ceder prá ser aceito pelo outro nos aprisiona. É cruel e injusto com ambos.Isso Cria uma expectativa mesmo que inconsciente, de reciprocidade, por que isso de "amar incondicionalmente e sem esperar nada em troca" é lindo sim, más só teoricamente. A gente sente que está amadurecendo quando deixamos as nossas máscaras prá sermos aceitos pelo que somos, e não pelo que o outro espera.
    A expectativa é a mãe da merda!

    ResponderExcluir