Ovelhas Incandescentes

Ovelhas Incandescentes

Páginas

domingo, 8 de junho de 2014

Uma sombra no escuro...

Dormindo.
Escuro.
A única luz vem do roteador.
Três mínimas luzes.
Sozinha.
No escuro.
Eu pensei que estava sozinha no escuro.
As três mínimas luzes mostraram que não.
Uma silhueta baixinha.
Uma sombra no escuro.
Imóvel.
Parada, sentada, bem na minha frente.
Quase encostando no meu nariz.
A sombra me encarava fixamente.
Eu sentia sua respiração no meu nariz.
Em sincronia.
 Como se fosse um ato combinado.
Por um minuto eu me assustei.
Mas, corajosamente, levantei a coberta e disse:
- Pode vir, Gwi-Gwi!

Nenhum comentário:

Postar um comentário