Ovelhas Incandescentes

Ovelhas Incandescentes

Páginas

quarta-feira, 12 de junho de 2013

Traição... também pode fazer parte do casamento!

Ainda sobre traição, o que eu ia falar e achei melhor deixar para outro post (clique aqui para ver a abordagem anterior).

Não estou querendo dar uma de descolada, liberal, libertina ou algo do tipo.

Mas retomando o assunto do post anterior, há casos em que uma traição pode ser perdoada, sim.

Há muitos casos em que um trai o outro e... a outra pessoa está perfeitamente ciente disso.
Nem falei que "um homem trai uma mulher e ela sabe disso" porque pode muito bem ser o contrário.

E não é que a pessoa traída seja uma corna mansa, é que ela não vê problema nisso e pode muito bem ter seus casos à parte também.
Em alguns casos de traição, a pessoa que trai não está fazendo nada escondido, a outra pessoa sabe.

E, repito, não é que a pessoa aceite ser traída, é que isso faz parte do relacionamento que o casal tem.
Estão de comum acordo sobre relacionamentos fora do casamento.

Porque casamento não é só um "Eu-te-amo-homem" e "Eu-te-amo-mulher". Há mais coisas alcançadas do que relacionamento amoroso/sexual.
Há filhos, vitórias, fracassos, jornadas, lutas (incluindo a conquista da casa própria) e mais uma vida inteira que você viveu em conjunto com outra pessoa.

Casamento é uma experiência muito maior do que só estar casado e vivendo com outra pessoa. E pode muito bem não ser abalado nem destruído por uma relação fora do casamento porque muitas vezes... relações fora do casamento fazem parte do casamento.

Algumas pessoas sabem muito bem separar um relacionamento amoroso de um relacionamento meramente sexual (já aviso que eu não sou uma delas).
E aceitar isso não se trata de hipocrisia ou viver de aparências, mas da forma como a pessoa enxerga as situações, da forma como ela vive, como ela gosta, enfim... da vida de cada um.
Nem tudo o que funciona para um funciona para outro.

Esse é um dos motivos pelo qual não julgo quem trai ou aceita traição. Cada um sabe do seu.
Às vezes ficamos escandalizados com notícias sobre traição, quando as pessoas realmente envolvidas não estão dando a mínima para isso.

Cada um ao seu se ele lhe serve.

Eu não sou uma pessoa que aceitaria traição, não sei separar amor de sexo, mas entendo que existam pessoas assim. E são pessoas normais e legais como qualquer um que a gente conheça.
O fato de não aceitar ou não querer uma coisa não significa que os outros também não aceitem ou não queiram.
As pessoas são diferentes, por mais que a gente não goste, por mais que a gente queira que todos pensem como nós.

Cada um tem suas opiniões, suas preferências e seu modo de viver, e tudo isso deve ser respeitado.

Incandesçam!

4 comentários:

  1. Bom dia Regiane,

    Concordo com você, cada um pensa e vive diferente...mas acho que traição não é correto e as vezes as pessoas são liberais demais e invertem os papeis..o que é certo é diferente de liberdade e modo de vida....abçs.


    http://devoradordeletras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah, tb não acho, não sirvo pra isso, mas aprendi a não meter o bedelho nas traições alheias. Mas vc tem razão sobre o q falou.

      Excluir
  2. Eu penso bem diferente... rs
    Traição para mim, não existe perdão, de forma alguma ou em qualquer
    circunstância...Sem chance!!!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pra mim tb não, Nessinha. Mas aprendi a não julgar quem trai ou quem aceita. Bjs

      Excluir