Ovelhas Incandescentes

Ovelhas Incandescentes

Páginas

segunda-feira, 18 de outubro de 2010

Tudo pelas batatas. Mas tudo, mesmo!

Publicado no "Os 3 de Esparta" em 19 de Agosto de 2010.


Caminhando e ouvindo os sons do trânsito.

Para na banca de jornal, compra um guia básico da nova ortografia, porque ele não sabia nem da velha, vamos tentar com a nova (e isso se aplica a mulheres, também).
Sentiu um cheiro suspeito, disfarçadamente limpa os pés no tapete da banca.
Chegou em casa. A mãe estava no trabalho, o pai viajando, o irmão mais velho no hospital. Nada sério. Uma retirada de pedras nos rins, ou parece que tiram o rim todo, ou talvez, o que tiram é a vesícula, quando as pedras são lá, sei lá.
Mas o importante é o que importa e o que importa é que ele estava sozinho em casa, e sendo assim, poderia comer o último pacote de batatas sem ter que dividir.
Mas o telefone tocou. Era o irmão mais velho, já de alta do hospital, precisando de alguém que fosse buscá-lo.

- “Ok, batatas, depois a gente se vê”.

Ou não. Porque no exato minuto que ele virou a terceira esquina depois da padaria do primo daquele seu vizinho de cima, o andar todo explodiu.

BOOM!

Aquele seu vizinho mané, do apartamento ao lado, achou que não teria problema deixar o problema do vazamento de gás para depois.
Quando ele voltou, os dois apartamentos do andar onde moravam estavam em chamas.
Colocou as mãos nos bolsos e pensou:

- “Tudo bem, o apartamento e a mobília, o seguro cobre. Mas aquele pacote de batatas… era o último pacote de batatas”.

Já que as batatas foram por água abaixo, ou melhor, por fogo, foi para o hotel mais perto e mais barato, ler o guia sobre atualização ortográfica. Estava certo de que este seria um diferencial no debate daquela noite, dos candidatos a síndico do prédio. Este seria o primeiro passo a ser dado no que prometia ser uma promissora carreira política. Dali, poderia seguir como prefeito, governador, quem sabe até, presidente.
Mas não conseguia parar de pensar nas batatas perdidas.

Cada um com suas prioridades. Cada um com suas batatas.

2 comentários:

  1. A prioridade dos candidatos é o compromisso com a falsidade... não lembro, durante tantos anos, de ver campanhas de candidatos de tão baixo nível. Mas, enfim, é a lei de atração agindo...

    =)

    ResponderExcluir
  2. "É um erro acreditar que é possível resolver qualquer problema importante usando batatas." (Douglas Adams)

    ...
    muito bons seus textos... gostei muito de seu blog... continue divulgando seus trabalhos, já ganhou mais um leitor.. =-)

    ResponderExcluir