Ovelhas Incandescentes

Ovelhas Incandescentes

Páginas

segunda-feira, 27 de setembro de 2010

Povo tem o governo que merece!


Tiririca, o palhaço da "Florentina", não sabe o que um deputado faz, mas usa isso como argumento para pedir votos. Cameron Brasil usa uma roupa cafona provocante, em um fundo pior ainda um tanto quanto estranho e pede para votar com prazer, enfatizando o final de seu número "69", Mulher Pera diz que não sabe só rebolar e quando for para Brasília, o bicho vai pegar. Essas e outras aberrações, este ano, também são candidatos a deputados

Particularmente, nada tenho contra essas pessoas e acho que qualquer um que tenha propósitos válidos, tem todo o direito de se candidatar, mas o que elas acham que uma eleição significa? Teatro? Cheio de personagens?

Ainda tem, como em todos os anos, os "candidatos de Deus". Mara Maravilha pede o seu voto para o esposo dela, "e servo de Deus". Em uma eleição anterior, o marido fazia sua propaganda e a mulher finalizava com "não negue seu voto a quem serve o mesmo Deus que você".
Essa apelação sempre teve, mas talvez, as pessoas já estejam acostumadas com isso, até porque, tem o Partido Cristão, também. Da minha parte, não me importa se o candidato é de Deus ou não, desde que ele cumpra o papel que escolheu servir, de cara limpa, e não como personagem que lhe rendeu um lugar na mídia.
E por falar em sempre teve, sempre tivemos, também, os candidatos "Pais e filhos", quando os filhos aparecem para pedir voto para os pais, ou para os amigos e confiáveis dos pais, como a filha do Quércia diz: "Se você sempre acreditou no meu pai, vote em quem meu pai sempre acreditou".

Antes, eu achava o horário eleitoral, um saco. Hoje, lamento dizer que me divirto.
O negócio virou um picadeiro, com direito a piadas sem graça. Antes, as pessoas criavam personagens e uma vez ou outra, traziam os personagens para a vida real. Hoje, a história do Pinóquio evoluiu, são os personagens que querem ser gente de verdade.
Antes eu pedia por um mundo melhor, hoje eu peço por um mundo razoavelmente decente.
E o  pior não é ver toda essa comédia no lugar errado, o pior é saber que os comediantes podem ganhar.
E como diria uma amiga minha: "Virou Brasil".

5 comentários:

  1. Engraçado, esses dias eu me deparei com um cenário costumeiro, voltar pra casa em ônibus de periferia onde uma massa falava votar no Tiririca pq adora as músicas dele...! Não sei o que é pior: se é votar no Tiririca ou se é o motivo! É lamentável a situação eleitoral do Brasil. Antes eu achava o cúmulo, 1 amigo meu q dizia ao ver cocô de cachorro na rua: "Cuidado, Raquel! Não pisa no Brasil!" Hoje dou razão a ele, por essas e por milhares de outros motivos, consideravelmente analfabetismo não só político, mas geral! O Brasil é isso mesmo, uma merda. Que admite esse tipo de coisa. E é isso mesmo que os políticos querem, que esse povo continue dando espaço pra esse tipo de gente. Eu tenho muito contra permitir esses tipos de candidatos. Mas, que adianta censurar um pensamento, se 1 milhão de outros ruins virão? O povo é massa de manobra, sofre de analfabetismo político. Vê política como assunto 'chato' e desgastante. Só vê política pelo viés da corrupção, e não do social, da economia... Nem sequer se interessam em saber o histórico daqueles que escolheram pra votar... E infelizmente dão sequência à palhaçada formada em Brasília. Depois reclamam, pois sim. Já não bastasse 'nada estar bom', continuam a piorar, com o maior cenário de desinteresse. Então, eu lamento mas digo de gutural cheio, brasileiro é burro, e a culpa da burrice do brasileiro é exclusivamente dele próprio.

    ResponderExcluir
  2. Adoro a maneira que você escreve.
    Concordo com o que você escreve, mas eu me faço todos os dias a mesma pergunta: - Quem é que vota nesses candidatos?
    E acho que "felizmente" eu não sei te respoder.

    ResponderExcluir
  3. Quer dizer que "Virou Brasil?" kkk... Nada mais realista ! Eu estava indo para meu trabalho, hoje cedo, e comecei a reparar nos cavaletes que foram colocados no canteiro central da avenida... Nossa, cansei de ver a cara do Waldemar Costa Neto... fiquei até enjoado... Dizia uma da placas: "Você não sabe mas ele já fez algo por você". Mas a última placa que vi eu não sabia se ria ou se chorava: "Ele foi responsável pela reforma da Santa Casa". Eu já estive muitos dias na Santa Casa acompanhando um doente terminal de câncer e nunca vi um político ser atendido ali... nem unzinho... Passei péssimos momentos na Santa Casa... até parece que algum político iria passar alí, até mesmo por uma pequena dor de barriga. Nossa, como o povo é bobo... e depois fica reclamando de misérias e burocracias...
    Os governantes que chegarem são aqueles que nós merecemos...

    =)

    ResponderExcluir
  4. Foi com tristeza que vi a ignorância sob a alcunha de "protesto" colocar na câmara de deputados um palhaço que vai mostrar que nós não servimos nem pra auxiliar de picadeiro, minha cara amiga... protesto é vc colocar gente honesta e tirar a água suja. Protesto é ir pra rua se preciso for, e exigir trabalho e competência...ou a saída imediata de quem está lá e não presta. Mas isso vão falar, são palavras de sonhador...não são. São palavras de algúem que quer um país sério, ao contrário do que disse Charles de Gaulle, nos idos dos anos 60..(veja há quanto tempo estamos tentando ir pra frente!) Mas nosso povo provou, infelizmente que é mais besta do que o "abestado". É com vergonha que constato que até hoje a frase: "Le Brésil n’est pas um pays sérieux" ainda continua atual...

    ResponderExcluir
  5. Este seu texto repercutiu-me na alma e me fez lembrar uma ocasião recente em que, postando, numa comunidade de do orkut (de que deixei de participar por estas e outras razões)um trecho da música da Legião "vamos celebrar a estupidez humana..."(conhece?)para manifestar minha posição contrária à eleição do tiririca. Até que um infeliz respondeu com um cabedal de textos enveredando por caminhos verbais que não estavam sinalizados em meu texto. Desatou a falar de sua posição política, me tachou de conservador, etc. Eu escrevi a mesma coisa: elegeram mais um palhaço para o picadeiro! E não queiram me convencer, como tentara o infeliz, de que o povo estava manifestando sua revolta! Há outras formas de manifestar politicamente nossa insatisfação com os governantes, mas não é votando numa pessoa que diz abertamente não saber o que um deputado faz!Os eleitores deveriam sentir-se ofendidos por uma pessoa pretender representá-los sem sequer saber o que irá fazer caso seja eleito. E os eleitores que votaram nele são os trabalhadores, que vendem sua força de trabalho, em troca de um salário ínfimo e que leva sua quentinha debaixo do braço num trem lotado todas as manhãs. Ah! Mas o deputado tiririca deve ter ficado agradecido com seu novo e pomposo salário!!

    Beijos!
    Parabéns pelo texto!

    ResponderExcluir