Ovelhas Incandescentes

Ovelhas Incandescentes

Páginas

segunda-feira, 13 de setembro de 2010

O que você fez?

Não queria se apegar a nada e nem a ninguém.
Não queria um animal de estimação porque sabia que iria sofrer quando o animal morresse.
Não queria se envolver com ninguém porque sabia que quando o relacionamento acabasse, iria sofrer.
Não queria ficar muito próximo dos amigos porque sabia que se não os visse com tanta frequência, sentiria saudade deles.
Não queria ficar muito feliz porque tinha medo de quando a felicidade acabasse. Medo de que pudesse ficar mais triste por ter provado da felicidade e depois não ter mais.
Não queria ganhar nada porque tinha medo de perder.
Não queria viver porque tinha medo de morrer.
Mas morreu. E a pergunta foi feita:

- O que você fez?

E ele não soube responder porque não tinha feito nada.
Não chorou, mas também não sorriu.
Não terminou um relacionamento, mas também não teve as alegrias de um.
Não perdeu os amigos, mas também não teve a companhia deles.
Não sofreu por ninguém, mas também... não teve ninguém.
Não teve uma vida, e mesmo assim perdeu.

Um dia, todos nós perderemos tudo. E se for assim, que a gente tenha primeiro, para depois perder.
Tenha uma vida, antes que ela termine.
E quando perguntarem: - O que você fez?
Poderá dizer:
- Eu chorei e ri muito. Eu vivi pra caramba! Fiz algumas besteiras, mas também fiz muitas coisas boas. Acreditei em quem devia e me ferrei por acreditar em quem não devia. Mas como eu ia saber? Posso ter me machucado muitas vezes, mas nada se compara às coisas boas que tive, aos bons amigos, às gargalhadas que dei, às reuniões com a família, à todas as coisas que me deixaram feliz. Eu vivi. E é pra isso que a gente nasce, para viver. Agora só falta morrer. E fecho com chave de ouro a minha listinha de tarefas.


"Você pode nunca ser ou ter um marido, você pode nunca ter ou segurar uma criança.
Você aprenderá a perder tudo. Somos arranjos temporários." (No Pressure Over Cappuccino, Alanis Morissette)

Um comentário:

  1. Eu teria algo a dizer sobre essa postagem se você não tivesse escrito essa frase "entre aspas"... mas, como você a escreveu, nada do que eu diga acrescentará algo a mais no conteúdo...

    Parabéns Amiga, pois seu blog está cada dia mais bonito e interessante !

    =)

    ResponderExcluir