Ovelhas Incandescentes

Ovelhas Incandescentes

Páginas

segunda-feira, 23 de agosto de 2010

Muitas bolachinhas, um só pacote.

O grupo se assustou. Precisava gritar desse jeito?
Eles já estavam acostumados aos gritos da chefe, mas era sempre uma surpresa cada vez que ela vinha dar algum recado, porque era sempre um escândalo.
Não sabia falar em tom normal e achava que para dar avisos ou repreender funcionários, tinha que berrar e dar escândalos.
Achava que essa era a melhor forma de obter o respeito, o bom trabalho e até mesmo, o profissionalismo dos funcionários. Dando escândalos. O grupo até se preocupava, achava que qualquer dia poderia cair dura, com um ataque cardíaco.
Uma vez, o responsável do outro setor veio falar com o grupo.

- "Eu ouvi a bronca que vocês tomaram no outro dia. Não era para ser assim, era para ser só um aviso".

E foi assim que ela ficou conhecida. Na sua empresa e também nas empresas vizinhas. Pelos seus funcionários e pelos funcionários ao redor.
Pelo seu mau humor, pela sua grosseria, pela sua paranóia.

Não sabia falar, só gritar.
Não sabia ensinar o serviço, só falar em voz alta para ela mesma e querer que a outra pessoa tenha aprendido o que ela fez, sem mostrar ou dizer exatamente o que fez.
Não sabia atender um pedido de trabalho de outro funcionário, porque estava ocupada resolvendo um assunto em um de seus inúmeros perfis em sites de relacionamento, que passavam o dia inteiro abertos em seu computador. Além do MSN, é claro.
Não sabia responder as perguntas ou falar em tom normal, só sendo grossa, o que era sua característica marcante.
Não sabia falar o que podia ou não fazer dentro da empresa, só sabia berrar o que não era para ser feito, depois que já tivessem feito sem saber.
Não gostava que ninguém desse trabalho para seus funcionários, mas também, não dava nenhum trabalho para eles fazerem.
Nunca se deu ao trabalho de falar o que poderia ser feito ou não na empresa. Os funcionários inventavam passatempos para as horas em que não tinham trabalho para fazer. E isso acontecia muitas vezes, durante muitos dias consecutivos. E acabou que não podiam fazer nada. Só ficar olhando um para a cara do outro, um para o monitor do outro, porque não podiam fazer nada naquelas horas que ficavam sem fazer nada. E eram muitas horas em muitos dias.
A simpatia não passava trabalho, não gostava que ninguém passasse trabalho e dava escândalos quando os funcionários inventavam alguma coisa para fazer nessa ausência de trabalho.

A verdade foi descoberta pouco tempo depois. Que triste!
Descobriram o porquê de tanto mau humor, tanta grosseria, tanto desequilíbrio mental e emocional.
Era falta de açúcar no sangue. Excesso de açúcar e gordura no cérebro.
Pobrezinha, era uma paranóica. Com mania de dietas, viciada em shakes e produtos light. E achava que assim levava uma vida saudável.
Pura ilusão de uma mente paranóica.
Ao invés de uma aparência saudável, mostrava uma cara amarela, de quem parecia ter anemia há bastante tempo. Olheiras fundas, diárias, de quem passou noites em claro.
A falta de, quem sabe, batatas fritas, lanches, pizzas e algum doce no organismo, fez com que produzisse os hormônios da "paranóia-light-adquirida", uma doença grave em que o paciente se acha muito bom, mas que não passa de um bocó paranóico, sem perfil para liderar uma equipe, sem noção do que um chefe pode, deve ou não, fazer ou falar. E que no anseio de ser uma pessoa bonita, saudável e bem sucedida, se torna uma pessoa tosca, doente, feia e mal vista pelas pessoas ao seu redor.
O tratamento existe, mas raramente essas pessoas doentes aceitam a realidade de sua situação.
Faça um lanche, coma um docinho, aprenda a falar com as pessoas e saiba de uma coisa:

Você é só mais uma bolachinha nesse imenso pacote em que vivemos.

Um comentário:

  1. Já trabalhei com seres muito estranhos. Lembro de um chefe que fumava muito... dois maços de cigarro por dia (já fumei muito por tabela... kkk). Quando eu fui para a turma dele, durante um trabalho, logo notei que estavam fazendo cálculos errados em uma medição. Eu estava fazendo o curso técnico a noite e o estudo estava fresco na mente. Caí na besteira de abrir a boca:

    - Esses cálculos estão errados.
    - Como errados ???
    - Não é só somar. É um circuito misto... é necessário usar essa formula porq...
    - ...MOÇO, EU FAÇO ISSO A 20 ANOS ASSIM E SEMPRE FUNCIONOU !!!
    - Não tá mais aqui quem falou...

    O importante é não se deixar contaminar com essas neuroses modernas... KKK...

    =)

    ResponderExcluir