Ovelhas Incandescentes

Ovelhas Incandescentes

Páginas

sexta-feira, 30 de julho de 2010

Assim e assado!

Tem que ser assim, tem que ser assado.
A cobrança estética em cima da mulher... só sendo mulher para aguentar.
Tem que ter peitão, tem que ter bundão e tem que ter cinturinha de boneca.
Tem que ser perfeita aos moldes estéticos de... seja lá quem for que inventou que tem que ser assim.
Homens e mulheres aceitaram essas regras, que nem eles e elas sabem se gostam ou não. Mas, sempre pensando no próximo (pena que é da forma errada), todos aceitaram tudo.

Mulheres procurando cirurgias plásticas como quem procura o dentista.
Homens procurando mulheres como quem procura uma roupa bem passada. Sem dobra, sem qualquer coisa errada que seja, de acordo com os moldes da perfeição de sei lá quem.

Estrias, celulite, um quilo para lá, dois para cá. Se vira!
Se alguém apareceu sem, você também tem que estar sem.
Nem vem com esse negócio de genética, de estrutura genética, tendência, muito menos photoshop.

A verdade é que todos viemos do mesmo pó e vamos retornar ao mesmo pó. Mas a burrice paranóia, a mania q as pessoas tem de ser Maria vai com as outras a falta de personalidade, é maior. Acham que a atriz X ou o ator Y não são seres de carne e osso como vocês, meros mortais acima do peso.
Acham que pessoas famosas são perfeitas em tudo o que fazem, falam e são. Acham que eles estão certos e fazem tudo certo, nós é que somos errados e jamais seremos certos como eles, que são os mais bonitos, legais e melhores do que qualquer um que a gente conheça pessoalmente e que esteja ao nosso lado.
Cada vez mais, querem ser iguais aos outros e esquecem de quem são e do que querem de verdade.
Acreditam cegamente na televisão e nas revistas. Eles são perfeitos, nós, não!

Homens procuram bonecas.
Mulheres procuram ser bonecas.

Vocês querem perfeição? Eu digo o que é perfeito.
A morte é perfeita! Só o que é morto, inalterável e intocável é perfeito, do ponto de vista da perfeição que vocês procuram. Porque não vai a lugar algum, não evolui para lugar algum.
Uma pessoa, enquanto pessoa, enquanto carne, nunca será inalterável, está em constante mudança, a menos que esteja morto.

Ao invés de olhar para o que você não tem, preste atenção no que tem. E nem pense em dizer que você só será feliz quando tiver a mulher perfeita ou quando for a mulher perfeita porque quando você tiver ou for essa perfeição toda, vai ficar com tanto medo de perder, que não vai conseguir nem aproveitar. E vai soltar aquela "Eu era feliz e não sabia".
E quando algum amiguinho(a) falar que mudou de idéia e preferia o modelo antigo, você também vai mudar de idéia, só que infelizmente, aqui não é blog para apertar o botão do "Voltar ao modo clássico".
Não tem modo clássico, só tem o modo personalizado. E é isso que nos torna realmente perfeitos, o nosso modo personalizado de ser o que somos. Não tanto o que queremos, mas o que somos e como somos. Cada um ao seu modo.

Esqueça o que os outros acham, achariam ou vão achar.
Pare de querer o que você não tem e dê valor para o que você tem, antes que não tenha mais. E isso é para tudo o que você tem e todos os que você tem, também.
Recuperar o que você era, pode ser mais fácil do que recuperar o que você tinha. Cicatrizes podem ser disfarçadas, mas não removidas.
Preste atenção ao que você tem e em quem você tem, porque tem gente que tem NADA e NINGUÉM e dariam TUDO para estar no seu lugar.
Não espere perder para ver o valor do que e de quem você tinha, e de como você era feliz e até sabia, mas ignorava.

Um comentário:

  1. Parece que todo mundo hoje quer ser Barbie e Ken... Repare nos programas do horário nobre... é absurdo o que passam na TV mas é o absurdo que as pessoas QUEREM ver. No fundo, é tudo igual... desde o Egito... desde o império Romano... "Pão e Circo". Se, hoje em dia, alguém disser, por exemplo: "-Eu não odeio ninguém." a primeira coisa que vão fazer, é colocar o infeliz no hospício pois que ibope daria essa declararção no Datena ou na novela da Globo ? Ah, prefiro ficar no meu cantinho junto com as minhas verdades... kkk...

    ResponderExcluir