Ovelhas Incandescentes

Ovelhas Incandescentes

Páginas

terça-feira, 10 de março de 2009

Não tão igual...

Não, decididamente, BBB não é para mim.
Novelas também não me servem, noticiários não me agradam, pois notícia boa também é notícia. Mas notícia boa não é saber como as celebridades passam seus finais de semana, com quem namoram ou com quem saíram.
Não acho que o Reinaldo Gianecchini seja o rosto mais invejado do Brasil (invejado para quem?), não dou a mínima se Gisele Bundchen casou ou não (não é minha amiga), mas gastei tempo com eles agora (procurando o nome no google para escrever certo aqui).

Já terminei a versão da Prática do Prof. Yuri e já tenho a tradução do trabalho da Prof. Luciana pronta. Isso, sim, é importante pra mim.
Já lavei a louça e limpei o banheiro dos gatos, arrumei a cama, joguei uns papéis fora.
Troquei o fichário que levo para a faculdade pela pasta que guardo alguns materiais e preciso pegar mais plásticos de quatro furos.
Gostaria de fazer as unhas, mas estou escrevendo e vou demorar mais um pouco, de forma que seria desperdício fazer as unhas agora.

Se eu fosse criar um blog pessoal agora, o nome dele seria "Cogumelos Brilhates", porque gosto tanto de pegar os cogumelos que aparecem no caminho do jogo do "Senhor dos Anéis", gosto tanto da forma como eles brilham, que quando vou dormir até sonho com eles brilhando na minha frente (como disse o Doug, ainda bem que não é um Balrog).

Eu sei que isso não importa para quem está lendo agora, mas tenho certeza que cada um tem os seus próprios "cogumelos brilhantes", cada um tem coisas que só importam para si mesmo, então, não troque seus cogumelos pelos cogumelos de outra pessoa.

Não... realmente... cuidar da vida dos outros, cultura inútil, babar em gente que é igual, se não, pior que eu, futilidades, programas de humor sem graça... realmente... não são para mim.
E eu espero que não seja para mais um monte de gente também.

"Ah, mas eu gosto de tal coisa...", sim, você tem todo o direito.
Continue gostando do que quiser, mas que seja porque você quer.

Viva sua vida, cuide de seus "Cogumelos"!

Não sou modelo, não sou atriz,
Eu não ganhei a minha fama num divórcio.
Sou meio feio, mas sou feliz,
Eu não ganhei a minha cara num consórcio.

Não sou bacana, não sou esperto,
Não consegui vender areia no deserto.
Me sinto estranho, uma agulha num palheiro,
Mais que freira em congresso de bicheiros.

Não, não, não vou ver,
Não vou me entregar, nem me render.
Eu não vou deixar me convencer,
Eu não vou deixar me convencer.

E tudo vai ficar igual,
E vem chegando o carnaval.
E tudo vai ficar tão bem,
E você vai ficar também.

Não vou pulando atrás do trio,
Não uso rádio nem tv como espelho.
Já não é novo se alguém já viu,
E a moda agora é usar piercing no joelho.

Chegou o tempo e veio a idade,
Não consegui vencer a lei da gravidade.
Me sinto estranho, uma agulha num palheiro,
Mais que freira em festival de motoqueiros.

Não, não, não vou ver,
Não vou me entregar nem me render.
Eu não vou deixar me convencer,
Eu não vou deixar me convencer.

E tudo vai ficar igual,
E vem chegando o carnaval.
E tudo vai ficar tão bem,
E você vai ficar também.

E tudo vai ficar igual,
Mas tem cerveja e futebol.
E tudo vai ficar tão bem,
E você vai ficar também.

Nave-mãe vem me buscar,
Nave mãe vem me pegar,
Nave-mãe vem me salvar.